CAPADOCIA – Vila de Goreme, por do sol, Museu a céu aberto de Goreme e Museu a céu aberto de Zelve

Já mencionei no post anterior que ficamos 4 dias inteiros na Capadocia, o que nos permitiu fazer bastante coisa e o mais importante fazê-las sem pressa. Vou descrever um pouco sobre cada atração que visitamos e a impressão que tivemos sobre cada uma delas.

Vila de Goreme

A vila de Goreme é pequena, porém repleta de restaurantes, mercadinhos, lojas de tapetes, bijuterias, souvenires, agências de turismo. Uma delícia!

O minarete da mesquita principal de Goreme se destaca dentre as demais construções e junto com ele o chamado a reza, que ocorre 05 vezes ao dia. Nas primeiras vezes que ouvi o canto confesso que assustei, pois além de ser alto, não esperava. Aliás, o chamado para a reza não acontece apenas em cidades pequenas ou vilarejos, mas até mesmo em Istambul.

O centrinho é também o lugar perfeito para observar os costumes das pessoas. O dia a dia de um lugar é sempre uma fonte de aprendizado sobre a cultura local. É ainda mais prazeroso quando observado em cidades pequenas onde a vida é sempre mais tranquila.

Centrinho de Goreme

Centrinho de Goreme

Em Goreme, os homens jogando uma espécie de dominó nas praças e cafés, as mulheres sentadas em bancos nos muros de suas casas, o casal de noivos imortalizando o momento em fotos pela cidade, os turistas indo e vindo com suas mochilas carregadas, o vendedor incansavelmente oferecendo seus produtos. Para mim é como se cada uma dessas pessoas fizesse parte de uma pintura em movimento que ao longo do tempo caracteriza a região.

Noivos em Goreme

Noivos em Goreme / uvas e senhora

Loja de tapetes em Goreme

Loja de tapetes em Goreme / Rafa no centrinho de Goreme

Por do sol no alto da colina

No final do nosso primeiro dia em Goreme subimos uma colina par vermos o por do sol. De lá do alto avistamos a vila de Goreme e os vales. A caminhada até lá já compensa, hotéis nas cavernas, diversas formações e a região crescendo a seus pés. Lá do alto, a vista é linda é o horizonte fica laranja!

Goreme

Vistas de Goreme

goreme

Visual de um dos vales em Goreme

Goreme

Visual da vila de Goreme do alto da colina – detalhe para o minarete

Goreme

Castelo de Uchisar ao fundo a partir da colina em Goreme / Uchisar

Goreme

O lindo por do sol laranja no horizonte de Goreme

Museu ao céu aberto em Goreme

O Museu a Céu Aberto de Goreme é uma atração obrigatória. São várias igrejas escavadas no interior das pedras e com belíssimos frescos religiosos. Desde 1984 faz parte do Patrimônio Histórico da UNESCO. A maioria de suas igrejas são dos séculos X, XI e XII.

Entrada do Museu a céu aberto de Goreme

Entrada do Museu a céu aberto de Goreme

De fácil acesso, está a 15 minutos de caminhada do centrinho da vila e a entrada custa 15 liras. Há audioguide por 5 liras.

  • Dicas: no verão, procure ir na parte da manhã. Lembre-se que é um museu ao ar livre e o sol é fortíssimo. Não esqueça de beber bastante água!! Calçado confortável é indispensável.
Museu a céu aberto em Goreme

Museu a céu aberto em Goreme

Museu a céu aberto em Goreme

Museu a céu aberto em Goreme

A partir deste monastério, entra-se na principal igreja do museu, a Igreja Escura (Karanlik Kilise). Para entra nesta igreja é necessário adquirir um novo ticket por 8 liras, mas vale a pena. Aqui estão os frescos mais bonitos e mais bem conservados do complexo (não é permitido fotografar).

Museu a céu aberto de goreme - monastério / entrada para a Igreja Escura

Museu a céu aberto de goreme – monastério / entrada para a Igreja Escura

Para maiores informações sobre o museu e suas igrejas, viste:

http://www.goreme.com/portugues/goreme-open-air-museum.php

Museu a céu aberto em Zelve

Diferente do museu de Goreme, o Museu ao céu aberto de Zelve mostra como era a vida em uma das maiores comunidades da região. Zelve é formada por 03 vales e o processo de erosão aqui é constante. Ao percorrer seus caminhos podemos ver casas, vinícula, mosteiro, praça, mesquita. Eu achei interessantíssimo, principalmente quando descobri que pessoas viviam aqui até o início dos anos 20.

Moinho - utilizado para moer o trigo

Moinho – utilizado para moer o trigo

Zelve - Interior da Igreja dos Peixes (Balikli Kilise)

Zelve – Interior da Igreja dos Peixes (Balikli Kilise)

Zelve - interior da igreja

Zelve – interior da igreja

Zelve - minarete da mesquita e praça central

Zelve – minarete da mesquita e praça central

Zelve - monastério

Zelve – monastério

Bem menos preservado que o museu de Goreme, Zelve atrai poucos turistas, uma pena, pois a caminhada por seus vales é uma viagem no tempo e na história. Por estar em constante processo de erosão não é permitido o acesso de turistas a muitas partes do museu, como por exemplo, o monastério.

Zelve - visual do vale

Zelve – visual do vale

Para chegar até aqui o pessoal do hotel nos levou e nos buscou, pois Zelve dista uns 10 km de Goreme. Há tours que fazem o passeio.

Seja como for, não deixe de visitar Zelve.

Para maiores informações sobre Zelve, visite:

http://www.goreme.com/portugues/zelve-open-air-museum.php