Fernando de Noronha em 15 dicas práticas

1) As companhias aéreas que chegam a Noronha são a Azul e a Gol e você terá que pingar em Recife ou em Natal.

Voo Azul ATR chegando na ilha

Voo Azul ATR chegando na ilha

2) É cobrada uma taxa de preservação ambiental (TPA). O valor é de acordo com o número de dias de estada e pode ser pago pela internet através deste link.

3) O Centro Histórico de Noronha fica na Vila dos Remédios e em minha opinião esse é o melhor lugar para se hospedar. A Vila dos Remédios e arredores concentram a maior parte dos restaurantes e serviços da ilha. Outros lugares bons para ficar são Floresta Nova e Vila dos Trinta.

Igreja no centro histórico de Noronha - Vila dos Remédios

Igreja no centro histórico de Noronha – Vila dos Remédios

4) A BR-363, com 7km de extensão, é a segunda menor rodovia federal do país. Em uma ponta da estrada está o Porto e na outra a Praia do Sueste.

5) O ônibus começa a circular as 7hs da manhã e a última saída é as 23:30hs. A passagem custa R$3,00 e ele passa nos pontos a cada 30 minutos sendo que sai do Porto e do Sueste a cada hora 00 e hora 30.

6) Você vai ouvir muito as expressões mar de dentro e mar de fora. Mar de dentro são as praias voltadas para a costa brasileira e mar de fora são aquelas voltadas para o oceano.

7) O mar em Noronha varia bastante com a época do ano. No geral ele é até que bravo, as ondas são altas e fortes, não bobeie. A época das ondas grandes é conhecida como swell e acontece no verão brasileiro. De acordo com os moradores da ilha o mês em que o mar parece uma imensa piscina é setembro e um pouco de outubro.

Praia Cacimba do Padre

Praia Cacimba do Padre

8) Faz calor o ano inteiro! Setembro a março é a estação da seca e abril a agosto é a estação chuvosa.

9) Algumas praias, inclusive a praia do Sancho, fazem parte do Parque Nacional Marinho (PARNAMAR) e é necessário adquirir um ingresso para ter acesso a essas praias. O ingresso custa R$89,00 para brasileiros e R$178,00 para estrangeiros. Ele é válido por 10 dias e dá acesso a todas as áreas do PARNAMAR. Você pode adquirir o ingresso no ICMBio na Vila do Boldró próximo ao Projeto Tamar ou no quiosque de vendas na Vila dos Remédios.

10) As trilhas dentro do PARNAMAR devem ser agendadas no ICMBio e só podem ser realizadas com o acompanhamento de um guia credenciado. Algumas dessas trilhas, como a da Praia da Atalaia, são bastante concorridas e há um limite diário no número de pessoas. Minha sugestão é que você planeje o que quer fazer e já agende logo no primeiro dia. Para fazer essas trilhas é necessário ter o ingresso do PARNAMAR.

Morro Dois Irmãos e Baía dos Porcos - Mirante Dois Irmãos

Morro Dois Irmãos e Baía dos Porcos – Trilha Mirante Dois Irmãos

11) Eu não fiz, mas sei que existe o passeio Ilhatour. O passeio tradicional é feito em grupo e dura o dia inteiro. Li alguns relatos de quem fez esse passeio de forma privada e achei bem interessante. Imagino ser uma excelente maneira de conhecer os segredos da ilha, ficou para a próxima!

12) Se você, assim como eu, não faz mergulho de cilindro, não se preocupe, há vários pontos para mergulho livre que já valem muito. Caso não possua os equipamentos (máscara, snorkel e nadadeira), você pode aluga-los. Há vários lugares que prestam esse serviço, informe-se na sua pousada para saber aonde ir.

13) Não subestime o sol, você pode ser enganado pelo vento, mas o calor é forte. Protetor solar sempre. Não esqueça também o repelente, muito necessário no final de tarde.

14) Não se assuste com os cães farejadores cheirando sua bagagem na chegada a Noronha. Esse tem sido um procedimento de praxe para coibir a entrada de drogas na ilha. Algumas vezes eles cheiram as malas de mão, outras a bagagem despachada e até mesmo nenhuma das malas.

15) Faça um passeio de barco! É a melhor maneira de ver golfinhos e apreciar toda a extensão do mar de dentro de Noronha.

Ponta da Sapata - passeio de barco

Ponta da Sapata – passeio de barco