Córdoba e sua Mezquita, ou seria Catedral?

A cidade de Córdoba está a 145km de Sevilha e vale muito um bate-volta.

Sua atração mais famosa é com certeza a Mezquita de Córdoba. Datada do século VIII a Mezquita representava o poder do Islã na Península Ibérica. Um emaranhado de arcos vermelho e branco (uma alternância entre tijolo e pedra) formam o interior da Mezquita. Vale ressaltar que antes de ser uma mezquita o local era sítio de uma igreja católica, a Basílica de São Vicente. Segundo registros históricos a basílica foi destruída para no local ser construída a mezquita. A Basílica de São Vicente data do século VI e era a principal igreja da cidade.

Mezquita de Córdoba

Com o passar dos séculos, importantes estruturas foram incorporadas a Mezquita, como o mihrab (espaço de oração) e o maqsura (recinto do califa) ambos no século X. O mihrab, que é um local sagrado destinado a orações, é um dos espaços mais impressionantes da Mezquita pois as pedras gastas no piso mostram onde os fiéis ajoelhavam-se para realizar suas preces. Há também uma cópia dourada do Alcorão exposta ali.

Mezquita de Córdoba – pessoas fotografando o alcorão

Mezquita de Córdoba – detalhes dos arcos

 A reconquista de Córdoba se deu em 1236 pelo Rei Ferdinand III e a partir de então as contribuições católicas passaram a ser constantes sendo que no século XVI foi construída uma catedral no centro da mezquita. Quando da reconquista a mezquita passou por um ritual de purificação que a transformou num local dedicado a Cristo.

Córdoba – altar da catedral católica dentro da mezquita

Córdoba

Mesquita de Córdoba – vitrais

A Mezquita fica muito próxima do Rio Guadalquivir e da Ponte Romana. Nossa ida a Córdoba foi rápida, apenas um bate-volta, mas pudemos perceber que a cidade é linda e tem muito mais a oferecer do que sua famosa e histórica Mezquita, ou seria Catedral??

Córdoba – entardecer no Rio Guadalquivir