Sevilha – a capital Andaluz

Saímos de Barcelona no dia 08/12 logo pela manhã com destino a Sevilha, a capital da Andaluzia. Nossa viagem, no trem de alta velocidade AVE, durou cerca de 5:30hs e chegamos em Sevilha com o dia meio nublado. Ficamos hospedados no hotel Pátio de Las Cruces no famoso bairro judeu Santa Cruz. O hotel era simples mas a relação preço X localização X simpatia dos funcionários valeu a pena.

Clique aqui para ver e reservar o Hotel Patio de Las Cruces.

A Catedral de Sevilha ou Catedral de Santa Maria da Sede é a maior igreja da Espanha e a 3 da Europa. É o maior prédio gótico do mundo, sua construção começou no final do século XV e levou centenas de anos para ser concluída.

Catedral de Sevilha

Catedral de Sevilha

O monumento mais famoso da cidade é sem dúvida nenhuma a Torre La Giralda, de origem moura situa-se ao lado da Catedral. Ela é do século XII e já foi o monumento mais alto do mundo com 97,5m de altura. A subida ao topo da torre não se dá através de degraus mas sim por rampas em caracol e a vista é linda!

Sevilha – La Giralda

Sevilha – Vista do Real Alcázar a partir de La Giralda

Sevilha – Sinos no topo de La Giralda

A influência moura em Sevilha é marcante e um dos lugares de maior expressão mourisca é o Real Alcázar de Sevilha. Composto por vários edifícios de diferentes épocas ele é a residência real mais antiga da Europa ainda em uso, pois quando em visita a cidade os reis espanhóis ficam hospedados aqui. Os primeiros registros de uso do complexo como residência de líderes e reis é o ano de 720. Foi em 1364 que Pedro I, o Cruel, construiu a maior parte do complexo dando a ele sua arquitetura em estilo mudejár (influência muçulmana no estilo artístico dos reinos cristãos na Península Ibérica). Seu estilo evoca a Alhambra em Granada.

Sevilha – entrada do Real Alcázar

Sevilha – dentro do Alcázar – pai e mãe

Andar nas ruas de Sevilha indo de bairro em bairro é dos programas essenciais a se fazer. A cidade é cortada pelo Rio Guadalquivir e grande parte dos atrativos de Sevilha encontram-se do “lado de cá”. O lado de lá do rio é o Bairro de Triana onde situa-se uma das cerâmicas mais antigas de Sevilha, Cerâmica Santa Cruz.

Sevilha – Torre de Oro e La Giralda ao fundo

Sevilha – Cerâmica Santa Cruz

Sevilha – Rio Guadalquivir e o bairro de Triana foto by Angelo Ravazi

Outro passeio interessante, apesar de um pouco distante, é ao Parque Maria Luisa e sua monumental Plaza de España, no formato de uma meia lua os edifícios hoje são escritórios do governo.

Sevilha – Plaza de España

Mais do que qualquer outra cidade espanhola, a comida aqui é forte e frutos do mar impera., confesso que ao final da nossa estada eu estava doida por uma saladinha bem leve. O mais importante de tudo é que Sevilha é uma cidade encantadora, vibrante e cheia de vida, especialmente a noite.

Sevilha a noite

Sevilha a noite