Veneza no verão

A bela Veneza

A bela Veneza

Visitar Veneza no verão era um sonho! Seguindo nosso tour europeu de 2014 desembarcamos em Veneza no dia 01/07 as 21:25hs. O aeroporto Internacional Marco Polo está a 12km de Veneza propriamente dita. Para chegarmos até a cidade pegamos um ônibus da empresa Atvo que vai até a Piazzale Roma. O ponto do ônibus fica bem na saída do terminal e você pode adquirir o bilhete na própria fila com os funcionários da empresa. É muito fácil de achar, não tem erro.

Ônibus para Piazzale Roma em Veneza a partir do aeroporto

Ônibus para Piazzale Roma em Veneza a partir do aeroporto

  • Dica: Se você for embora de Veneza pelo aeroporto já compre o bilhete de volta. Você terá desconto de 1 euro e uma preocupação a menos na hora de ir embora.

Essa não foi minha primeira vez na cidade. Minha primeira viagem a Veneza foi em dezembro de 2007 e pegamos dias nublados e frios. Se eu tivesse que escolher com certeza o verão é muito mais atraente.

Uma observação desta nossa viagem à Europa foi o contraste de cultura e organização desde o início do roteiro, na Alemanha, até o seu final na Itália. A Alemanha é o país onde tudo funciona perfeitamente, extremamente organizado e as pessoas são mais do que competentes. Salzburgo, na Áustria ainda se parece muito com a Alemanha. Praga, na República Tcheca já é mais normal; um atraso aqui ou ali, nem tudo é tão organizado, mas ainda funciona tudo direito. E quando finalmente chega-se à Itália parece que estamos em casa, familiarizados com aquele delicioso caos.

Veneza

Veneza

Veneza e o cachorro diretor

Veneza e o cachorro diretor

Ficamos hospedados no Hotel Ca’ San Rocco na região de San Polo. Gostei muito do hotel. O Ca’ San Rocco é pequeno, parece mais uma casa. O local do café da manhã é no terraço no alto e tem vista para uma área verde o que não é nada comum em Veneza (árvores em Veneza são uma raridade).

Clique aqui para conhecer e reservar o hotel Ca’ San Rocco.

A maior atração de Veneza é sem dúvida alguma a própria cidade. Obviamente que ela é repleta de lugares turísticos, daqueles que é preciso ticar da sua lista. Já havíamos feito isso em 2007 e desta vez procuramos nos afastar destes lugares. Todo mundo fala da lotação de Veneza durante o verão, mas a minha percepção foi de que essa lotação é concentrada nos seus pontos mais turísticos, como a Praça San Marco e a Ponte do Rialto. Fora dali, tudo me pareceu mais tranquilo.

O Grande Canal de Venaza com a Igreja de San Marco ao fundo

O Grande Canal de Venaza com a Igreja de San Marco ao fundo

Veneza e seus encantos

Veneza e seus encantos

Veneza

Veneza

Mas qual é a parte tranquila da cidade a que eu me refiro? Nem eu mesma sei responder. Dar direções e se localizar exatamente em Veneza não são tarefas simples. Entretanto, se você pensar de uma forma mais ampla tudo fica mais fácil. Pegue um mapa da cidade, ela se divide em 6 zonas; Dorsoduro, Santa Croce, San Polo, San Marco, Cannaregio e Castello. As duas últimas são as maiores e as mais periféricas, as demais são as mais centrais.

Veneza_02

Barraca de peixe e Veneza

Barraca de peixe e Veneza

Veneza

Veneza

Nesta nossa estada andamos bastante pelas regiões de Cannaregio e Castello. Menos turísticas, é possível observar um pouco da vida cotidiana de uma cidade tão única quanto Veneza. É em Cannaregio, por exemplo, que fica o Gueto de Veneza, o histórico bairro Judeu.

Veneza - Cannareggio

Veneza – Cannareggio

Cannareigio e o Gueto de Veneza

Cannareigio e o Gueto de Veneza

Cannareggio - região do Gueto de Veneza, observe a isncrição em hebraico embaixo da janela

Cannareggio – região do Gueto de Veneza, observe a isncrição em hebraico embaixo da janela

Veneza - feira em Cannareggio

Veneza – feira em Cannareggio

Em um dos dias de nossa estada fomos para a ilha de Murano. Para chegar lá é preciso pegar o vaporetto, linha roxa 41 e 42. O vaporetto funciona como linhas de ônibus, porém na água. A rota mais rápida para chegar a Murano é a partir da estação Fondamente Nove que fica em Cannaregio.

Uvas em Murano

Uvas em Murano

Murano é a maior ilha nas proximidades de Veneza e é onde ficam os produtores dos famosos vidros. A oferta de lojas e fábricas é enorme, mas por pura preguiça acabamos não visitando nenhuma delas. Murano é uma mini Veneza, vale a pena conhecer se você tiver bastantes dias na cidade. Eu não viria aqui em uma primeira visita a Veneza.

Murano

Murano

Murano e suas esculturas de rua

Murano e suas esculturas de rua

Apesar de não gostar muito de dar dicas de restaurantes quero deixar registrado o restaurante Antica Trattoria Alla Ferrata em Santa Croce. Gostamos tanto que fomos duas vezes. A grande atração são os peixes e os pratos com frutos do mar. Certamente se eu voltar a Veneza voltarei a este lugar. Fica na Calle larga dei Bari No. 1103. Clique aqui para ver as resenhas no tripadvisor.

Restaurante Antica

Restaurante Antica Trattoria Alla Ferrata – Veneza

No nosso última dia resolvemos conhecer o famoso museu Gallerie dell’Accademia. O prédio em si já vale a visita e no verão algumas horas no ar condicionado só fazem bem.

Veneza

Veneza

Veneza em uma única dica; se estiver dentro da sua possibilidade só ande a pé. A suntuosidade de Veneza está nas suas ruelas, em seus canais, em suas pontes e em cada detalhe! Aproveite!

Veneza e o Grande Canal

Veneza e o Grande Canal

Veneza

Veneza